11 de maio de 2013

O VENTO.






No pomar do meu amor...
As arvores estavam carregadas de frutos amadurecidos,
 doces, prontos para a colheita.
Ah o meu amor chegou... O vento anunciou a chuva.
Ele adiou a colheita



(minhas imagens)

3 comentários:

  1. Poema muito bonito, mas pena que a colheita foi adiada.
    Abração.

    ResponderExcluir
  2. Muito linda essa poesia.
    Quero falar contigo.Mail:miriamdesales@gmail.com
    Abç

    ResponderExcluir